Resistência: 20 anos depois, aldeia Frasqueira do povo Tembé volta a realizar a festa do Muqueado



Mais de vinte anos depois da última festa, quando a Terra Indígena Alto Rio Guamá foi homologada a aldeia Frasqueira, uma das mais antigas do povo, realizou a festa do muqueado para também celebrar a vitória pela conquista da Terra, e saudar a passagem das meninas e meninos para a fase adulta.


A festa começou nesta segunda (19) e termina no próximo domingo (25), indígenas das várias aldeias do povo Tembé e de outros povos como Gavião de Marabá participam da festa que conta com mais de dois mil indígenas.



A aldeia Frasqueira recebe seis meninas e seis meninos para comemorar a passagem de ciclo delas para outras fases de suas vidas. Os cantos e danças vão ser ecoados novamente na ramada da aldeia frasqueira, vinte anos após sua última Festa, trazendo o resgate de sua cultura e ancestralidade.




A última vez que a Frasqueira recebeu uma festa de Muqueado foi em 2001, no ano da homologação da terra indígena para comemorar essa vitória. A reserva foi demarcada em 1945 e já na década de 1970 vieram os primeiros estudos para a criação da Terra Indígena Alto Rio Guamá. No entanto, a área só foi homologada em 1992 com grande apoio do ex-deputado Edmilson Rodrigues, hoje prefeito de Belém.


Neste momento, poder exaltar seus cantos é também resistir as marcas das interferências da cultura do homem branco. O ato de poder celebrar e dançar no meio da ramada traz novamente para o povo Tembé o resgate de sua herança ancestral.



Seu Nildon Tembé, uma liderança da aldeia Frasqueira, fala sobre a importância de a festa acontecer após tanto tempo em sua aldeia “Trazer a festa da menina moça para a aldeia frasqueira é motivo de festa, nós vamos, depois de muito tempo, celebrar nosso ritual. É importante mostrar para os jovens que nossa cultura é importante” afirma.


Uma das meninas que fará parte do ritual é a pequena Zahir Tembé, a menina de cabelos longos pretos, está se preparando para fazer parte desse mais novo momento de sua vida “Estou muito ansiosa, sei que vem muita gente participar, mas estou muito feliz” disse a menina tímida, explicando sobre sua expectativa para a festa.


Nesta semana o povo Tembé teve um baque muito triste, uma das grandes lideranças, o ancião Sátiro Tembé faleceu em decorrência de um acidente vascular cerebral. Por isso a festa teve que ser adiada em um dia, para respeitar o luto e o momento delicado. Seu Sátiro estava internado desde a semana passada e infelizmente não resistiu. Hoje seu espirito fará presença na festa do Muqueado, celebrando seu povo.


Fizemos uma matéria especial explicando sobre todo o ritual do Muqueado, acesse aqui o link: https://www.nicetupinamba.com/post/conhe%C3%A7a-a-festa-do-muqueado-do-povo-temb%C3%A9