Cacique Pedro Tembé ancestralizou



Partiu nosso guerreiro para a morada dos ancestrais. Cacique Pedro Tembé, 78 anos, da aldeia Itaputyr da Terra indígena Alto Rio Guamá, uma das aldeias mais antiga desse território.


Pedro Tembé, pai de doze filhos, cumpriu sua missão entre seu povo, liderou com garra, lutou incansavelmente ao lado dos guerreiros para conquistar a demarcação e homologação da terra que hoje o povo Tembé vive.


Seu legado de luta, de resistência é uma inspiração para as futuras gerações.



Eu conhecia seu Pedro pessoalmente, conversamos muito, rimos e planejamos várias ações para fortalecer a cultura de do povo. Infelizmente nosso Cacique teve complicações devido a COVID, os anos de tabagismo afetou ainda mais seu quadro de saúde. Seu Pedro passou três semanas internado na UTI, infelizmente não resistiu, e faleceu neste domingo, 22, às 22h, no hospital regional de Castanhal.


Meu coração está triste pela partida do nosso Cacique, mas compreendemos que chegou sua hora, seu espírito precisa de repouso, e nas festas culturais ele virar dançar e cantar com a gente.


Descansa em paz nosso Cacique!