Doutor Almires: UFPA contrata professor indígena para o curso de direito



A Universidade Federal do Pará (UFPA) empossa seu primeiro professor indígena. Dr. Almires Martins Machado, de 54 anos, da etnia Guarani-Terena (pai Terena e mãe Guarani), se tornou o primeiro professor a tomar posse para o cargo de professor por concurso público realizado para indígenas na Universidade. Ele vai atuar no Instituto de Ciências Jurídicas (ICJ), no Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD) e na Clínica de Direitos Humanos da Amazônia (CIDHA).


A cerimônia de posse aconteceu nesta quinta-feira (7), no gabinete do reitor da UFPA Emmanuel Tourinho, em Belém. Para o parente Almires Machado, a assinatura da posse foi um momento histórico para Universidade e dele, que representa uma conquista para toda a comunidade indígena.


"A minha entrada na UFPA é mais um passo importante de representatividade da nossa comunidade (indígena), assim como a quilombola. O sentimento é de satisfação. Satisfação de mostrar a todos que, não a meritocracia, mas a ideia de que nós chegamos e chegamos para ficar", disse o Guarani-Terena.


A história de Almires Martins Machado começou em 1967, na aldeia Jaquapirú, que fica em Dourados, em Mato Grosso do Sul. Desde pequeno se destacava entre as crianças foi criando para ser uma liderança para o grupo.


Após conclui o ensino médio, Almires foi trabalhar em um canavial das usinas de cana e álcool que ficavam na região. Na época, o país passava por uma crise financeira o que levou mais de 10 mil indígenas a submeterem ao trabalho análogo a escravidão.

Após 12 anos trabalhando em usinas de cana e álcool em Mato Grosso do Sul, Almires Machado recebeu um convite de um coordenador da Fundação Nacional do Índio (Funai) para produzir um projeto que seria apresentado nas universidades locais para tentar garantir vaga reserva para indígenas.


Além de ser o primeiro indígena a tomar posse no cargo de professor, Almires também foi o primeiro indígena a receber o título de doutor na Universidade Federal do Pará (UFPA), com o trabalho intitulado ''De Sonhos ao Oguatá Guassú em busca da(s) Terra(s) Isenta(s) de Mal''.


Do mestrado em Direitos Humanos para o doutorado em Antropologia. A caminhada de Almires Machados até uma cadeira da docência da UFPA teve o marco nessa quinta-feira, 7 de outubro de 2021, assinando a posse do cargo por meio de concurso público.