Entenda: Não existe aumento real do salário mínimo em 2022



Alimentos mais caros e um salário que não acompanha este crescimento. Isso é o que representa sobre o novo valor do salário mínimo de 2022, que foi de R$1.100 para R$ 1.212. O valor foi confirmado em medida provisório publicada no último dia do ano (31/12) e vai valer a partir de 1 de janeiro deste ano. O aumento de R$ 112 em relação ao valor que vigorou durante o ano de 2021, não representa aumento real, mas apenas a recomposição de perdas inflacionárias.


O valor de R$ 1.212 não chegará a ser suficiente para comprar três cestas básicas por mês na cidade de Belém em janeiro, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Isto por que no ano passado, a cesta básica na capital já era considerada uma das mais caras do Brasil. Quando a previsão para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2021 subiu 0,17 ponto percentual em uma semana, passando de 6,88% para 7,05%. Aqui na capital paraense, essa dificuldade se encontrou ainda mais evidente, Belém registrou uma alta de 1,97% em sua cesta básica, ficando atrás apenas de Natal (4,91%) e Salvador (2,75%), no ano passado.


A sensação de que a conta não fecha é constante entre os brasileiros, o salário não reflete o aumento do custo de vida da população, as variações são cada vez mais altas e o poder de compra fica mais debilitado. Isso quando falamos em parte da população que consegue, mesmo apertado, manter o alimento básico em suas mesas. Mas a realidade é que muita gente mudou seu modo de alimentação procurando se ajustar as variações econômicas do mercado.


Segundo dados da Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes), os brasileiros estão trocando a carne bovina por proteínas mais baratas. O consumo de carne caiu 5% no ano passado, para 36 kg por pessoa. É o menor nível desde 2008. A alta dos preços também obrigou brasileiros a procurar substitutos para a carne, mesmo que os alimentos sejam menos nutricionais. É o caso das famílias que recorrem ao pé, pescoço e miolos de galinha.


De acordo com dados do Dieese, para que uma família pudesse ter poder de compra real, valor do salário mínimo deveria estar em quase R$ 6 mil, considerando o nível de preços no país (também em relação a novembro de 2021). Isso é quase cinco vezes o valor estabelecido para o ano novo.