Estudante da Escola Bosque ganha medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Astronomia



Tá pensando que só as olimpíadas de tokyo que trazem medalhas para o Brasil? A estudante Ana Valérya da Silva, de 13 anos, trouxe a medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). A estudante da escola Bosque recebeu o resultado da edição deste ano que foi publicado no último domingo (1º).


Esta foi a primeira vez que a Escola Bosque participou da Olímpiada Brasileira de Astronomia e Astronáutica e já trouxe para a escola a medalha do evento nacional. Segundo dados da Agência Espacial Brasileira, o total de inscritos na OBA 2021 foi recorde, com mais 900 mil estudantes distribuídos em todo território nacional. O evento ocorreu em formato híbrido, contando com mais de 2 mil cidades representadas por mais de 10 mil escolas participantes.


Há 25 anos, a Escola Bosque é uma referência de educação ambiental para o distrito de Outeiro, em Belém.

A Fundação Centro de Referência em Educação Ambiental Escola Bosque Professor Eidorfe Moreira, criada pela Lei Nº 7.747 de 02 de janeiro de 1995, foi inaugurada em 26 de abril de 1996.


A Escola Bosque está localizada na ilha de Caratateua, distrito de Outeiro, numa área preservada de floresta tropical secundária, contendo 12 hectares. Sua arquitetura evidencia aspectos ambientais, dando ênfase à prática pedagógica com destaque para a proteção ambiental.


Parabéns, Ana Valérya, temos muito orgulho de você!