GRATIDÃO



Hoje completo mais uma primavera, mais um ano de muita força e resistência. Acredito que essas duas palavras me definem bem. A força de ir em busca da minha ancestralidade, do resgate do meu nome e meu povo, e a resistência de seguir em frente em tempos difíceis de muitas perdas.


Eu sou de um povo que se ergue com a força de seus ancestrais, que luta e reage às adversidades e não se deixa combater. Quando nasci e fui banhada à beira do Rio Tocatins, ali meu nome foi selado e a estrada que iria caminhar definida, e é por essa Nice que resgata em seu nome o seu povo Tupinambá que agradece cada elo consolidado durante toda essa jornada.


Para quem me conhece de perto sabe que as coisas não vieram fácil para mim. Sou filha de uma casa com 11 irmãos, e tive que batalhar cada conquista minha, e só cheguei onde cheguei graças à educação e ao trabalho incessante.


A educação foi sem dúvida um os pilares que me estruturaram para combater as raízes do racismo estrutural. Foi através dela e da militância social que me vi fazer parte de um projeto de transformação, construído por muitas mãos a partir de jornadas intensas.


É por isso que muitos me chamam de “cabeça dura”, mas é essa casca que me protegeu e me fez chegar onde estou. É nela que me visto para ir em frente para lutar por justiça para meu povo.


Agradeço todas as mensagens de felicitação. Muito obrigada aos irmãos e irmãs de luta, aos companheiros de vida. Parafraseando um amigo “tenho muito orgulho de caminhar ao lados de vocês, por que é com vocês que eu ando e luto melhor”.