Hoje é celebrado uma das mais valiosas manifestações culturais: Dia Municipal do Carimbó



Quem nunca foi ou viu uma roda de carimbó pela cidade de Belém, hein? As pernas chegam coçam e dá logo vontade de pegar aquele saião e rodar ao som das melhores músicas. O Carimbó é um misto de cores, balanço, ritmo dançante e muita alegria.


A data foi escolhida como uma forma de homenagear ao Mestre Verequete, que um ícone da nossa cultura popular paraense e um dos principais divulgadores do ritmo carimbó, que expressa a identidade cultural da nossa região amazonida.


Os responsáveis pelo surgimento desse ritmo contagiante foram os Tupinambá, que receberam influências de ex-escravos africanos trazidos para o Brasil. O nome Carimbó é nome é baseado no instrumento curimbó, uma espécie de tambor feita com tronco de árvore, com uma das pontas cobertas. A união de "curi" (pau oco) e "m’bó" (furado) significa “pau que produz o som".


Na roda de Carimbó também são utilizados pandeiro, flauta, afoxé, banjo, ganzá e maracá, além das roupas coloridas, compondo assim a roda de Carimbó.


Dia Municipal do Carimbó em Belém foi instituído em 2004 , e no ano de 2014, o carimbó conquistou o título de “Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil” pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).