Mais uma de nós: movimento de mulheres convoca ato para cobrar justiça por Geordana Faria



Ontem, perdemos mais uma de nós, vítima do feminicídio, do ódio voltado contra nosso gênero pelo único motivo de sermos mulheres. Geordana Faria, de 20 anos, era modelo e teve sua vida tirada pelo ex-namorado, que não aceitava o fim do relacionamento.


Geordana, uma mulher negra, foi silenciada pelo sistema que mais mata: O machismo. Por isso, movimentos de mulheres e entidades não governamentais estão convocando um ato para amanhã, sexta-feira,03.


Mulheres negras são as maiores vítimas de homicídio e feminicídio. É o que mostram dados estatísticos. As vítimas dessas agressões têm duas coisas em comum: gênero e raça. O que a frieza dos números deixa evidente é que a raça é determinante para as histórias dessas mulheres que sofrem violência.


Estaremos lá, unindo nossas vozes por não aguentar mais todos os dias assistir nos noticiários nossas irmãs morrer. Esse ATO CONTRA O FEMINICÍDIO é pra mostrar que não vamos nos calar, por isso pedimos #paremdenosmatar


Sexta feira dia 03/07.

Horario: 8:00

Local: Em frente a prefeitura de Ananindeua.

Seguiremos Em protesto até o Ministério Público.