Manifestação 30J por todo o Brasil contra o PL 490

Belém irá se manifestar em frente a ALEPA contra o marco temporal



foto: Apib

As mobilizações dos povos indígenas que iniciaram em Brasília tiveram reforços. Movimentos de vários lugares do país mobilizam-se para se manifestar contra a aprovação do PL490. Aqui em Belém o ato está marcado para acontecer na frente da Assembleia Legislativa do Pará (ALEPA), às 9h da manhã.


A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Câmara dos Deputados Federais, aprovou na quarta-feira (23), o texto do substitutivo, relatado pelo deputado Arthur Oliveira Maia (DEM-BA). Após essa aprovação vários movimentos espalhados pelo Brasil se uniram para cobrar que nosso povo tenha suas vidas respeitadas. Nós sempre falamos que o levante seria maior e é isso que está acontecendo. Nesta quarta-feira (30) terá a retomada da votação dos destaques do parecer sobre o projeto de lei que trata da demarcação de terras indígenas. Por isso os povos originários vão fazer uma grande manifestação por todo o país, para protestar contra as atrocidades que estão acontecendo contra nós, os verdadeiros donos desta terra.


Iremos lutar pela nossa terra, nossa cultura, nosso direito de existir. Mesmo que sozinhos, sem apoio de muitos movimentos sociais que nos deram as costas, vamos seguir em frente, combatendo até que o último indígena esteja de pé.

A Constituição Federal de 1988 está sendo rasgada para violar nossos direitos e ampliar os ataques ambientais. Decidimos lutar até o fim para garantir, não apenas o futuro dos povos indígenas, mas também o futuro da humanidade.


Sabemos que os ataques não irão parar e que não temos o privilégio de parar de lutar. Seguiremos balançando nossos maracás para que o mundo inteiro saiba da importância das nossas vidas.


Não temos escolha, ou morremos com o vírus, ou somos massacrados pela política de morte do Governo. Não podemos sofrer tantas violências sem reagir. Estamos nessa luta pela vida e por isso seguimos gritamos: Sangue indígena nenhuma gota mais!