Membros do parlamento Europeu criticam violência de governo Bolsonaro contra povos indígenas


A solidariedade e empatia que vem do outro lado do mundo. Um grupo de 50 parlamentares Europeu enviaram uma carta ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), com intuito de demonstrar sua preocupação com índice de violência contra nosso povo. Todos os dias vemos noticias de ataques contra a população indígenas, invasão de seus territórios, queima e destruição da floresta pelos madeireiros, poluição de nossos rios por mineradoras, e o ataque direto de nossos direitos com o aval do presidente da republica desse país.


Os parlamentares europeus no documento deram ênfase ao PL 490, Projeto de Lei (PL) 490/2007, que se aprovado, acaba com a demarcação de terras indígenas, e ataca os direitos garantidos na constituição de 1988


“Fazemos um apelo para que o governo brasileiro pare com sua política anti-indígena e anti-meio ambiente que causa a destruição da floresta amazônica”, diz o documento.


Assinam a carta representantes dos grupos políticos EPP (democrata cristão), Greens/EFA (Os Verdes/Aliança Livre Europeia), S&D (Aliança Progressista de Socialistas e Democratas​) e The Left (esquerda), além de parlamentares independentes.