Mostra “Corpos visíveis” leva cantoras paraenses para evento que destaca protagonismo feminino



As nossas cantoras paraenses Keila e Aíla estão participando da mostra corpo visíveis, um projeto que tem como premissa debater os mais diferentes corpos e gêneros, e tem o protagonismo feminino como destaque em toda a produção.


O evento, reflete sobre a presença de mulheres nas artes, do backstage ao palco. A exibição gratuita será neste domingo, 29, pelo canal do Youtube da ColetivA DELAS, a partir das 19h.


A mostra conta com uma programação musical, com shows de Guiaz, Mahmundi, Lourena, e da paraense Keila. Cantora, compositora e dançarina, Keila representa o tecnobrega paraense na mostra. O projeto contará também com outra cantora paraense, a Aíla que participa com a exibição do videoclipe “Água Doce”.


A Corpos Visíveis é uma mostra sobre feminismo, transgeneridade e diversidade sexual, que visa combater o machismo e a LGBTfobia através da arte. Realizada pela ColetivA DELAS em parceria com produtores culturais e coletivos LGBTIs, periféricos e feministas.


A ColetivA é um hub criativo que atua desde 2016 produzindo experiência, conteúdos digitais e audiovisuais para impactar mulheres e LGBTIA+. Muito mais que um festival, a Corpos busca ser um ponto de diálogo e conexão entre as vozes e rostos criativos do país, unindo suas raízes em um projeto que amplia a visibilidade da mulher e LGBTIA+ frente a produção cultural onde mulheres são protagonistas.


Idealizada por Karla Suarez, Karina de Abreu e Sophia Prado, Diretoras da ColetivA DELAS, a Mostra Corpos Visíveis nasceu da criação coletiva e colaborativa com o intuito de promover a empatia, a sustentabilidade, a acessibilidade e a arte como ferramenta central para a administração das dores e a preservação dos direitos e da vida das mulheres e LGBTQIA+.