Por nós! Por todas! Vamos Marchar!



Todas nós mulheres indígenas, negras e imigrantes, estaremos reunidas na marcha da Mulheres Negras, que será no dia 25 de julho, no domingo, com concentração na Praça da República às 8h, marcando assim o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha e o Dia Nacional da Mulher Negra, criado no Brasil em homenagem à quilombola Teresa de Benguela.


Este ano a marcha será presencial e vamos mais uma vez, incansavelmente, denunciar o racismo do Estado brasileiro contra nossos corpos, e mais, falar do genocídio que todas sofremos todos dias. É um anseio de todas nós mulheres, que tenhamos políticas públicas que nos complementem. No ano de 2015, aconteceu a primeira marcha nacional, aqui na cidade de Belém começou a ser realizado a partir do ano de 2016.


A Marcha de domingo, é construída e protagonizada por mulheres. E nós estamos unidas pela vida, contra o genocídio do povo preto, dos povos indígenas, de LGBTQIA+ e contra todas as formas de opressão.


É hora de levantar nossa voz e entoar nosso canto contra o encarceramento em massa, o capacitismo, a lesbofobia, a transfobia, a intolerância religiosa, a xenofobia, o etarismo e em defesa de todas as Mulheres Negras, onde quer que elas estejam.


Vamos então seguir em marcha, trazendo de volta as nossas raízes com as parentes indígenas, e marchamos pela construção de um novo marco civilizatório, no qual todas as mulheres negras possam viver com dignidade, sem sofrer quaisquer tipo de violência.


Vem com a gente! Vamos lutar! Vamos fazer ouvir nossa voz!