top of page

Todo apoio a operação Amazônia Viva


foto reprodução

A operação ‘Amazônia Viva’, do IBAMA junto com Policia Federal desmontou um local de extração de madeira ilegal nos territórios dos povos indigenas Awa Guajá, Ka’apor e Tembé, na Terra Indígena do Alto Rio Guamá, entre os municípios paraenses de Nova Esperança do Piriá, Paragominas e Santa Luzia.


Um madeireiro foi detido com um trator com madeira ilegal, uma motosserra e três jacarés-açus pequenos, que foram soltos na natureza pelos agentes. O Ibama e a Polícia Federal aplicaram uma multa no valor total de R$ 4,7 mil contra o madeireiro encontrado na região.


O Brasil sairá da humilhante condição de pária perante o mundo e o combate firme ao desmatamento ilegal, consequentemente, reduzir as emissões de gás carbônico conforme previsto no acordo de Paris é parte desse processo. Solidariedade aos parentes da TI do Alto Rio Guamá que são os verdadeiros guardiões da Território enfrentando esses criminosos e total apoio a operação ‘Amazônia Viva’ do IBAMA.


A operação Amazônia Viva é realizada pela Força Estadual de Combate ao Desmatamento, que reúne fiscais da Semas e integrantes da Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.Os alertas de desmatamento são emitidos por satélites, avaliados pelo Centro Integrado de Monitoramento Ambiental e verificados in loco pelos técnicos da fiscalização da Semas.

Comments


bottom of page