Vereadora sofre ataques na internet após se posicionar contra a PL01/2020





foto: (João Paulo Guimarães/ Revista Cenarium)


O debate sobre a alteração do plano diretor de Belém tem levantado uma onda de opiniões na cidade. A Vereadora Livia Duarte, após expor em suas redes sociais seu apoio a população, se posicionando contra a derrubada do veto do Plano diretor, recebeu várias mensagens em seu perfil a atacando e a ameaçando.

Em uma publicação em seu twitter, a vereadora fala sobre os ataques que vem sofrendo:



“essa política da morte, essa política de destruição ambiental, essa política de destruição do meio ambiente, ela se dá de maneira muito agressiva, e quando você se impõe contra isso ela tenta te atropelar”


Não é de hoje que Livia Duarte tem que enfrentar esse tipo situação. Em janeiro deste ano, a vereadora sofreu ataques racistas enquanto fazia seu pronunciamento como a primeira mulher secretária negra na Mesa Diretora da Casa Legislativa. Ela teve sua fala interrompida por Mauro Freitas do PSDB, vereador que inclusive é o autor do PL01/ 2020, que pressiona para que seja derrubado o veto do plano diretor. Enquanto Livia fazia sua intervenção na tribuna, Freitas gritou “P*** que paril. Agora vou ter de estudar Chimamanda”, disse ao lembrar de Chimamanda Ngozi Adichie, escritora e feminista nigeriana.


Após o episódio, Livia Duarte se pronunciou nas redes sociais sobre a agressão de Mauro Freitas citando Marielle. “De minha parte, manas, repito o dito por Marielle que ecoou em tantas outras mulheres: ‘Não seremos interrompidas'”.